Tiganá Santana adentra as matas para saudar o orixá Oxóssi e anunciar o álbum ‘Caçada noturna’ para maio

0
8

Gravado pelo artista baiano em Portugal, o disco sai por selo sueco com músicas autorais como ‘Coração ao largo’, ‘O véu’ e ‘Estrelas pernoitadas’. ♪ Gravado em julho de 2023 no estúdio Musibéria, em Serpa, cidade de Portugal, o sétimo álbum de Tiganá Santana, Caçada noturna, chega ao mundo em 3 de maio pelo selo fonográfico sueco Ajabu!.
Caçada noturna é o quinto álbum solo desse cantor, compositor, instrumentista e produtor musical baiano nascido em Salvador (BA) em 29 de dezembro de 1982.
Gravado com produção musical e arranjos orquestrados por Tiganá com Leonardo Mendes e Ldson Galter, o álbum Caçada noturna apresenta repertório essencialmente autoral composto por músicas como Coração ao largo, Estrelas pernoitadas, Nkongo, Partes de mim, O amor simples e O véu.
Contudo, o primeiro single do álbum Caçada noturna – Das matas, em rotação a partir de hoje, 12 de abril – traz a única música do disco sem a assinatura de Tiganá Santana.
Saudação ao orixá caçador Oxossi, feita na levada do agueré, (ritmo recorrente nas cerimônias espirituais iorubano-brasileiras), Das matas é música de autoria de Fabrício Mota, historiador e baixista do grupo Ifá Afrobeat.
Lançada em gravação que embute leitura incidental de trecho do texto O Ofá como oficina, de Tiganá Santana, a composição Das matas foi apresentada a Tiganá há mais dez anos pelo próprio autor Fabrício Mota.

Fonte: G1 Entretenimento